José Pereira: Segundo Abril de quase liberdade

0
595

A vida acontece dia após dia e, após um ano de convivência com a pandemia da Covid-19, que nos apanhou a todos de surpresa, já estamos adaptados a uma situação totalmente nova, que consiste naquela pseudoliberdade de que vamos usufruindo entre confinamentos e desconfinamentos, com todas as consequências que a situação acarreta em todos os campos das nossas vidas.

Ao longo do tempo fomos aprendendo a lidar e a conviver com uma situação totalmente nova na nossa história.

Não há pessoas nem instituições que possamos culpar ou responsabilizar pelo surgimento desta doença, que continua a obrigar-nos a agir no sentido de conter a sua disseminação, colaborando com as medidas que vão sendo impostas pelos Governos.

O momento ainda não é fácil, porque continuamos a viver cercados de dúvidas e incertezas e num esforço de adaptação diário e constante.

À liberdade que nos foi dada pelo Natal seguiu-se o confinamento da Passagem de Ano à Páscoa, passando pelo Carnaval.

Embora a economia esteja a reabrirde uma forma faseada, é provável que, pelo segundo ano consecutivo, o dia em que se comemorarão os 47 anos da revolução do 25 de abril em Portugal volte a ser celebrado em regime de quase liberdade.

Independentemente de toda esta situação à qual a nossa equipa nunca esteve indiferente nem alheia, o formato impresso, muito típico do jornal Notícias da Sua Terra, tem permitido a chegada da informação mais recente e atual às nossas comunidades espalhadas pelo país e pelo mundo e sabemos que é para muitos uma companhia que aguardam com alguma expetativa.

Esta edição do nosso jornal não será muito diferente. Ao folhear as páginas irá encontrar as informações mais recentes e relevantes da Sua Terra, onde a nossa equipa não para de trabalhar na missão de lhe fazer chegar essa informação todos os meses.

José Pereira, Director Geral

 

Comentários